Os melhores substitutos do Açúcar

Não erre na hora de substituir o açúcar

 

O consumo de adoçantes artificiais como aspartame, sucralose e sacarina têm sido debatidos há anos no que diz respeito aos seus efeitos colaterais prejudiciais.

 

Os efeitos colaterais dos edulcorantes artificiais variam de dores de cabeça e enxaquecas a estreitas glândulas do timo, comprometimento da função hepática e renal e distúrbios do humor.

 

Quais substitutos do açúcar você deve evitar?

 

O aspartame está no topo da nossa lista de substitutos do açúcar para evitar, porque causou câncer em três estudos independentes usando ratos de laboratório e ratos. De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer e agências do governo em todo o mundo, uma substância química que tenha demonstrado causar câncer em animais deve ser considerada um risco de câncer para humanos.

 

 

E quanto a sucralose?

 

O mesmo laboratório que descobriu que o aspartame causava câncer também anunciou – mas ainda não publicou – suas descobertas de que a sucralose causou leucemia em camundongos que foram expostos a ela antes do nascimento.

 

Com base nesses estudos, a Food and Drug Adminstration (FDA), órgão americano, deve proibir o aspartame nos EUA em breve. Também recomendamos evitar a sacarina devido a evidências de estudos em humanos e animais, embora inconsistentes, que possam aumentar o risco de câncer. O acessulfame-potássio (acessulfame-K) também recebe nossa classificação de “evitar” desde que dois estudos da década de 1970, patrocinados pela indústria em ratos, sugeriram que ele pode causar câncer, e carece de estudos de segurança modernos e de alta qualidade.

 

Em contrapartida, açúcares refinados não são saudáveis ​​também. Os efeitos colaterais dos açúcares refinados incluem diabetes, cárie dentária, obesidade, doenças cardíacas, certos tipos de câncer, cansaço, alterações de humor e até mesmo mau funcionamento cognitivo. Sem contar com efeitos estéticos como gordura localizada e quebra de colágeno.

 

A frutose é um açúcar simples que é rapidamente metabolizado pelo fígado, se for consumida em EXCESSO, levará a um “açúcar alto”. Acredita-se que esse açúcar de ação rápida leve ao aumento do armazenamento de gordura no fígado, resultando em doença hepática gordurosa não alcoólica, distúrbios digestivos e aterosclerose.

 

Felizmente, existem adoçantes naturais que são alternativas saudáveis ​​e saborosas ao açúcar refinado, xarope de milho rico em frutose e adoçantes artificiais. De acordo com um estudo no Journal of American Dietetic Association, a substituição de adoçantes saudáveis ​​- incluindo melaço, xarope de bordo e mel – pode aumentar a ingestão de antioxidantes.

Dentre as opções de adoçantes naturais sem restrição ao carboidrato, os mais saudáveis são, com certeza:

  1. Mel Natural orgânico ˜raw˜ (1 cs – 64 calorias)
  2. Tâmaras (1 un. – 66 calorias)
  3. Açúcar de coco (1 cs – 45 calorias)
  4. Maple Syrup sem adição de açúcar refinado (1 cs – 52 calorias)

 

  1. Mel “raw”

O mel “raw” é um verdadeiro superalimento. Está repleto de enzimas, antioxidantes, ferro, zinco, potássio, cálcio, fósforo, vitamina B6, riboflavina e niacina. Juntos, esses nutrientes essenciais ajudam a neutralizar os radicais livres, promovendo o crescimento de bactérias saudáveis ​​no trato digestivo.

 

Uma colher de sopa de mel cru tem 64 calorias e tem menos impacto na carga glicêmica do que uma única banana. É importante notar que esses são os benefícios do mel “raw”. Uma vez que o mel foi pasteurizado, ele perde os muitos benefícios de saúde que o mel “raw”(cru) traz para a mesa.

 

Procure mel local nos mercados agrícolas e diretamente dos apicultores locais. Quanto mais escuro o mel, mais rico o sabor e maiores os benefícios para a saúde.

Como usar o mel cru:

Primeiro, não cozinhe com mel cru. Regue-a nos cereais matinais, na torrada de grãos germinados, no iogurte e nos molhos de salada.

Você quer manter o máximo possível de nutrientes no mel, então mantenha-o longe do calor. Se você gosta de mel em seu chá ou café, espere até que a bebida esteja morna o suficiente para saborear confortavelmente e, em seguida, adicione mel a gosto.

 

  1. Tâmaras

As tâmaras são carregadas com potássio, cobre, ferro, manganês, magnésio e vitamina B6. A partir da tamareira, eles são facilmente digeridos e ajudam a metabolizar proteínas, gorduras e carboidratos. A evidência mostra que as datas podem ajudar a reduzir o colesterol LDL no sangue e reduzir o risco de acidente vascular cerebral.

Como usar:

O primeiro passo é fazer uma colagem. A pasta pode ser usada na maioria das receitas. Mergulhe-a em água quente até ficar macia. Se a água atingir a temperatura ambiente e as tâmaras não forem suaves o suficiente, mergulhe em água quente novamente.

Reserve o líquido de imersão, pois é essencial para fazer uma boa pasta! Adicione-as encharcadas ao seu processador de alimentos, juntamente com uma colher de sopa do líquido de imersão. Misture até ficar homogêneo. Adicione mais água conforme necessário para criar uma pasta rica e espessa.

Você está procurando a consistência da manteiga de amendoim. Use em seu biscoito favorito ou receita de bolo para cortar o açúcar refinado e aumentar os nutrientes. Você também pode usar pasta de tâmaras para adoçar seus bolos e tortas favoritos.

 

  1. Açúcar De Coco

A maioria das pessoas já ouviu falar sobre os benefícios da água de coco, leite de coco, farinha de coco e, claro, coco fresco. Agora, mais e mais pessoas estão usando o açúcar de coco como seu adoçante natural de escolha por causa de sua baixa carga glicêmica e rico conteúdo mineral.

Cheio de polifenóis, ferro, zinco, cálcio, potássio, antioxidantes, fósforo e outros fitonutrientes, o açúcar de coco é super-versátil. Açúcar de coco é extraído seiva das flores do coco e depois aquecido. Em seguida, através da evaporação, obtemos açúcar de coco.

Como usar:

Use açúcar de coco é fácil de ser aplicado, pois pode ser medido exato como o açúcar, só é um pouco mais grosso que o açúcar refinado. Caso sinta necessidade pode usar o processador de alimentos para afinar até obter a textura desejada.

 

  1. Maple syrup (Xarope de Bordo)

Nativo da América do Norte, o processamento de xarope de bordo requer apenas quatro etapas – perfurando o buraco na árvore, pendurando um balde para pegar a seiva, fervendo para evaporar a água e então filtrando qualquer sedimento.

O xarope de bordo é uma excelente fonte de manganês e contém cálcio, potássio e zinco. Rico em antioxidantes, este adoçante natural ajuda a neutralizar os radicais livres e reduzir os danos oxidativos. Selecione xaropes de bordo grau B mais escuros, pois eles contêm antioxidantes mais benéficos do que os xaropes mais claros.

Como usar:

Xarope de bordo é estável ao calor, então você pode usar em praticamente qualquer situação. Adicione-o a marinadas e molhos para assar. Use-o para adoçar granola caseira e seu café da manhã ou chá.

Lembrem-se que as versões com adição de açúcar refinado não são saudáveis, leia o rótulo!

 

Para quem controla o carboidrato, as melhores opções e mais fáceis de encontrar são, de fato, os adoçantes naturais:

  1. Stevia
  2. Eritritol
  3. Xilitol

 

 Stevia:

A stevia é nativa da América do Sul e tem sido usada por centenas de anos naquela região para apoiar níveis saudáveis ​​de açúcar no sangue e promover a perda de peso.

Hoje, o stevioside, o elemento das folhas que o torna mais de 200 vezes mais doce que o açúcar, está disponível em gotas líquidas, pacotes, comprimidos solúveis e misturas de fermento. Tem zero calorias, zero carboidratos e nenhum dos efeitos colaterais desagradáveis ​​de adoçantes artificiais, tornando-se um adoçante natural ideal.

Como usar stevia:

Ao contrário do mel cru, a estévia é estável ao calor, portanto sinta-se à vontade para usá-lo da maneira que desejar. Lembre-se, é 200 vezes mais doce que o açúcar, por isso não use na mesma proporção.

 

Eritritol e xilitol :

Com pequenas ou insignificantes (no caso da stévia) quantidades de carboidrato, estes adoçantes naturais fazem uma ótima substituição nas receitas de doces saudáveis, porém o nosso preferido para receitas é o eritritol, pois usamos nas mesmas proporções do açúcar e, ao mesmo tempo não sentimos um gosto típico de adoçante, como o xilitol, que tem um gosto mais acentuado.

É comum que o xilitol solte um pouco o intestino de quem tem sensibilidade, fora isso, são opções seguras e saudáveis mas, como tudo na vida, o excesso é dispensável.

 

 

 

 

photo by: nutritiouslife.com

[wbcr_php_snippet id=”1169″]